9.4.08

VAI LONGE


Isto - o PSD - chegou a um ponto tal que Ângelo Correia passou a ser importante. Parece que há quem o ouça em silêncio reverencial como a uma sibila. Porquê? Porque Ângelo - ao ponto a que isto chegou - é o melhor que a nomenclatura Menezes tem para oferecer ao país. Daí escutarem-no. Ângelo é um homem de negócios. Como tal, já deve ter intuído o excelente "negócio" que representa manter o autarca de Gaia à frente do PSD. E estará seguramente com pressa em "lançar" o seu chevalier servant, o fantástico Passos Coelho, que "fervilha" de ideias e e "projectos" para o país. Antes de trabalhar para ele - no passado, Ângelo já tinha ajudado a "produzir" figuras como o meu amigo Duarte Lima que largou o coro da Católica por uma caminhada política bem sucedida - Coelho distinguiu-se como um vulgar cacique da JSD. Por si só, esta circunstância recomenda-o imediatamente como candidato a salvador da pátria como, a seu tempo, Ângelo nos fará crer que ele é. Para já, regressemos a Ângelo. Foi ministro da administração interna de Balsemão quando este, para sua desgraça, foi 1º ministro. A dada altura ocorreu-lhe que estaria em curso uma "conspiração" e foi à RTP falar em pregos espalhados pela rua. A "conspiração" morreu aí. Ângelo nunca foi pessoa para ser levada excessivamente a sério. Sá Carneiro e Mário Soares infelizmente levaram-no e hoje é ele próprio quem se toma a sério. Ângelo Correia nunca deixou de ser aquele homem que sonhou um golpe de estado cuja "prova" residia numa meia dúzia de pregos. Vinte e tal anos depois continua imaginativo. Limitou-se apenas a trocar os pregos por Menezes, para já, e por Passos Coelho, qualquer dia destes. Vai longe.

14 comentários:

tio alfredo disse...

Tanto azedume,tanta frustração,tanta inveja recalcada.

Anónimo disse...

tenho o "desprazer" de conhecer esta e outras lástimas miópes. um grupo do psd chamava-lhe a varina devido à politica de arrear a giga. lembro-me de se ter atirado a cavaco e à sua "anturrage".

Anónimo disse...

E depois veio meter-se numa enorme trapalhada, em que desdisse (em todos os canais (!)) ou pretendeu - sem manifestamente o conseguir - justificar o que tinha dito na véspera, acabando mesmo por afirmar que Menezes é apenas uma vítima (quando está à vista de todos a sua completa irrelevância).

Anónimo disse...

Desde que Ângelo Correia foi Ministro da Administração Interna, passei a ter, por ele, um enorme respeito e consideração. Só o Dias Loureiro, no Governo de Cavaco Silva, se aproximou das suas qualidades/capacidades governativas. Ambos souberam honrar a sua função, motivando as polícias, dando-lhes apoio, defendendo-as em momentos difíceis, dando a cara.
Tanto um como outro, nunca disseram "esta não é a minha polícia". Ângelo Correia, é um grande senhor. Um homem digno. Lúcido na análise que faz sobre questões de âmbito nacional. Presentemente, o PSD não merece Ângelo Correia.

CAA disse...

Essa história dos pregos é impagável! Ainda me lembro do ministro a exibir uma caixa de pregos na televisão - Gatos Fedorentos avant la lettre...

Anónimo disse...

Ângelo Correia é um grande Político, um grande Estratega, muito Inteligente e sabe muito bem o quer e o que faz!
Sá Crneiro, sendo quem era, só podia dar-lhe o valor que tem!
Quanto a mário soares...não há crédito neste oportunista.
Portanto, não sei para quê tanta inveja! Você não lhes (Angelo Correira e Sá Carneiro) chega aos calcanhares......

Anónimo disse...

E agora, desde que passou a advogado da causa petroleira, perdão, árabe, está mesmo no seu melhor. Na Inglaterra, seria porteiro, aqui foi ministro. É o psd.

Carlos Medina Ribeiro disse...

De Ângelo Correia, recordarei sempre a sua campanha para as autárquicas de 2005:

Apareceu na SIC-N a falar da Cidade de Sintra, ignorando que Sintra não é cidade, nem o quer ser. Aliás, muito se orgulha de ser VILA, como muito bem pode ler nas respectivas "armas"... quem se der ao trabalho conhecer essas ninharias...

Anónimo disse...

Caro anónimo das 10h52M,o seu comentário é o testemunho mais vivo e real das verdadeiras qualidades e características do portuguesito. Dizer mal por dizer, sem ter a noção do quão ridículo se torna. Dizer que Ângelo Correia na Inglaterra seria porteiro, aqui foi ministro, é de uma desonestidade sem paralelo. Mesmos nestas coisas, mesmo anonimamente, devemos ser sérios e honestos, quanto mais não seja connosco próprios.
Que Deus o ilumine!

lusitânea disse...

O ex-jota/PSD que fez vida a "vender" meses de SMO até o extinguir para agora os drogados não terem chatices com tropa e que se dá pelo nome de Coelho de mim nunca levará voto.Tal como Roma não pago a traidores.

Nuno Castelo-Branco disse...

Claro que se tomarmos a coisa literalmente, o anónimo das 10.52 não foi muito feliz, mas decerto queria referir-se ao outro comentário anterior. Na verdade, a "estória" dos pregos, da fechadura e do porteiro foi hilariante. Já agora esclareçam-me: foi durante o Carneirismo, o Balsemismo ou o Cavaquismo? Os episódios foram tantos e tão bons que os Gato Fedorento deviam recorrer apenas ao arquivo da RTP e às edições do Independente.

pedro sande disse...

Só picuínhas de merda contra o homem! mas que corja de imbecis mesquinhos!

hajapachorra disse...

Eu gostava dele era no tempo da Associação de Amizade Portugal - Iraque! Ganda homem! Um visionário, um Mário Soares avante-a-letra.

Anónimo disse...

Meus amigos, a questão é fácil: o Ângelo é esperto. Deixa o Menezes andar... para depois, qualquer que seja a cara que apareça, tipo Passos Coelho, com o mau caminhar de Menezes, poderá arregimentar o exército laranja, que, como se sabe, é gente que se galvaniza com qualquer porra, desde que lhe seja feita a caminha como deve ser.