10.5.09

O ADN DE PINHO

Manuel Pinho - dispensa apresentações - concedeu uma entrevista comum a dois órgãos de informação. Não merece qualquer link. Retive, porém, que afirmou que a instabilidade estava no ADN do PSD como se tivesse sido chamado à pressa à SIC-Notícias para fazer um comentário "à Bettencourt Resendes" ou "à Pedro Marques Lopes", tipo rapidinha sobre a hora. O que terá o ADN de Pinho que o obriga a ser tão Pinho?

7 comentários:

Anónimo disse...

É a ausência de ADN.O Pinho é um POLÍMERO.

Abreu disse...

Neste fim de semana o grupo do Oliveira esteve de serviço ao poder socialista, o que, a bem dizer, já não é novidade. O JN dedicou quase uma edição ao nosso adorável líder, para ele dizer as vulgaridades do costume, e o DN e TSF entregaram-se a essa fantástica figura que se chama Pinho. É o que se chama jornalismo arregimentado!

observador disse...

Por muito válidas que sejam as suas razões, parece-me que, por uma vez, ele acertou no alvo.

O problema, é que isso, não "quenta nem arrefenta", nem para o nosso futuro, nem para o do PSD ....

Anónimo disse...

É um Pinho que quando se vê aparecer na TV lembra a triste Processionária que vai dizimando a nossa floresta. Os Ministros já não ministram ... vão-se acantonando para uma retirada sem glória. É o Portugal dos Pequenitates.

Anónimo disse...

"Nemátodo" não vos diz nada!!

A

Rui

Rio disse...

Já dizia o padre da minha paróquia: Pinho é ruim madeira...

joshua disse...

Pinho é o Luís Delgado/Bettencourt Resendes da irrelância. Leve, inefavelmente leve como um esporo larvar contaminador de Pinheiros.