5.4.08

EMPLASTRO TELEVISIVO


O canal ARTE dedicou dois programas a Karajan. Passo pelos canais portugueses e estão todos à porta do estádio do FCP onde a massa exulta e comenta. É assim como saltar da Europa para o Burundi. Parabéns à prima.

18 comentários:

Anónimo disse...

Cuidado, muito cuidado, olhe que o papa não aceita gente de pé e acusa-o de mouro lampião a querer desvalorizar-lhe as façanhas...

Anónimo disse...

Dá "MUITO" jeito à 'equipa' que (des)governa o país : 'jogam' no banco ... descansam e ficam aliviados ... ouvem os 50 mil a gritar alto por um feito que orgulha a humanidade e deixam de ouvir os murmúrios e sussurros dos que "pedem" alguma dó e piedade no alívio das dores ... mesmo que as urgências hospitalares, abertas 24 horas, não lhes tire o sofrimento.

Nesta courela em pousio já nada falta : o défice está controlado e o FCP é campeão ... assim, já podemos ser felizes.

Anónimo disse...

A SIC a TVI e a SIC Notícias lá estavam a dar o directo.
Já não há sentido das proporções. Fazem-me dó, não os que festejam mas quem pôe em directo minutos e horas essas festas.Felizmente tenho o Canal Arte e o o Mezzo.
Contentam-se com pouco, pouquíssimo, estas televisões.
Que seria se os cientistas portugueses descobrissem, como há alguns a investigar, a cura do cancro da próstata??
Antes, é necessário descubrir a vacina contra a mediocridade na Comunicação Social e na sociedade portuguesa em geral.

Anónimo disse...

Olhe que não sei... aqueles 6-0 soaram-me melhor do que Karajan ou Placido Domingo...

Anónimo disse...

Olhe que não sei, aqueles 6-0 souberam-me melhor do que Karajan! :)

Anónimo disse...

E eu não pude ver o Eixo do Mal!!!

Anónimo disse...

caro João Gonçalves

Deixe lá o cérebro desanuviar um bocadinho!!!!
Eu sou um fanático do Bernstein e do Karajan mas nem por isso me deixo de deliciar com 50 000 vozes, que bem ou mal tonicamente, entoam a vibrante composição "Campeões – Nós – somos campeões! Há muita coisa feliz aqui para além do "animal", que é o futebol!!! Parabéns aos Portistas!

Anónimo disse...

É a pescadinha de rabo na boca: a nossa TV faz pouco pela cultura e e o consequente atraso cultural ( por esta e outras atitudes semelhantes) não permite o desenvolvimento da massa crítica necessária para combater esse comportamento. É o sistema a funcionar...

Anónimo disse...

cul-ture do trou du cul. introduzam aqui o digitus impudicus utilizado pelos marginais que frequentam a bola

Anónimo disse...

Joga em que posição, esse Kara...? Karaquê?

Costa

FNV disse...

É um excesso de futebol mediático incompreensível, tem razão.

Anónimo disse...

E a realidade é que a TV nem o futebol trata bem.
Comentadores adjuntos de analfabeto produzem um fraseado absolutamente intragável que leva os espectedores a desligar o som.
Mas cumpre a sua função pastoral de ocupar as mentes das ovelhas com assuntos periféricos para que não vislumbrem a alcateia.

Nuno Castelo-Branco disse...

Era bom alguém aproveitar a situação e oferecer em 2009, digamos... umas 100.000 bandeiras azuis e brancas aos adeptos do Porto. Sim, "daquelas" que conhecem bem e que nada têm a ver com um terceiro mundismo mental que grassa como praga de gafanhotos. Pelo menos, a bola serviria para algo mais que apitos de vários metais.

Anónimo disse...

Mas o problema não é o futebol ou só o futebol. É a miséria. As nossas televisões são miseráveis e precisam destes acontecimentos para ocupar tempo de antena. A produção é barata. Veja-se os telejornais e os minutos concedidos aos pseudo acontecimentos. É a mesma coisa. O José Gil fala da inveja, mas a verdade é outra: o problema de Portugal é a miséria, mesmo onde há muito dinheiro.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Tanta dor de cotovelo que por aí vai! Porque será que nunca se insurgem contra a SIC Notícias?
Passou duas noites a preencher os noticiários com a discussão à volta da demissão de Camacho e não ouvi nem um murmúrio de protesto!
Pois, na altura não havia Karajan, era só a porcaria de umas eleiçõezitas em Espanha e França.

GAVIÃO DOS MARES disse...

Além de beato é pedante.
Pela Europa também se comemoram ASSIM as vitórias dos clubes de futebol (basta ir aqui ao lado à Glorieta Cibeles quando o Real Madrid ganha)
E a vida é feita de futebol e Tannhauser. Até o Vaticano quer ter uma equipe de calcio!!!
E no meio daquela "massa" havia gente culta.

Anónimo disse...

Ó senhores dos futebóis: o HI5 fica ali mais ao lado.

Anónimo disse...

1ª (e dando de barato que há sublimes mais sublimes que outros)... como se fosse possível habitar permanentemente o sublime...

2º em termos de superação, de transcendência, DE CULTURA porque é que um bom jogo, um golo do Zidane, ou do Ronaldo é menos? Porque é cultura mais ligada a corpo?

3º realmente o dualismo cartesiano continua infiltrado nos raciocínios mais insuspeitos...

4ª também é por causa destes "pedantismos intelectuais", que o mundo do futebol ficou entregue durante tantos anos aos patos-bravos...

5ª mas a sua força aí está. E entenda-se; o futebol não é importante porque mexe com muito dinheiro e "aliena muita gente". O Futebol mobiliza muita gente e mexe com muito dinheiro precisamente porque é importante.

6º como tudo necessita de "educação" e de "formação"

Com muito "férplei"