5.11.05

É POBREZINHO

Belmiro de Azevedo, reconhecidamente um "mau português", numa entrevista da semana passada, disse que Cavaco Silva vai ganhar e que será um excelente presidente para trabalhar com um excelente primeiro-ministro. O dr. Medeiros Ferreira, com a "tolerância democrática" e a "síndrome de superioridade" que caracterizam a generalidade dos apoiantes de Mário Soares - certamente um "tique" que herdou da funesta campanha presidencial de Salgado Zenha, em 1986, quando Belmiro estava ao lado de Soares -, vem classificar a sua declaração como "arbitrária, facultativa e irracional" e que "não [lhe] parece relevar da melhor cultura empresarial". Este maniqueísmo inquisitorial que tomou conta dos estrategas da recandidatura "soarista" devia suscitar algumas preocupações ao próprio candidato. Tantos anos a combater o velho ditador para se acabar na "cultura" medíocre do "quem-não-é-por-nós-é-contra-nós", é manifestamente pobrezinho.

1 comentário:

Pedro silva disse...

Comentoaqui pela primeira vez para lavrar um simpático protesto: a palavra"estrategas" usada no texto está a mais.
Naquela candidatura não há estrategas, não há estrategia, não há nada.
Apenas um ego desmedido do candidato e uma confusão mental total dos apoiantes.
o dr medeiros nem é o pior; a mandatária para a juventude é atroz.