23.6.08

UM SÍMBOLO


Vale e Azevedo, segundo a imprensa, vive luxuosamente em Londres. Desloca-se num Bentley com motorista e habita uma "mansão" de quinze milhões de euros. Vale e Azevedo é um acto falhado da justiça portuguesa. Foi exibido como praticamente o único troféu de jeito da caça à corrupção naquilo que passa por ser a "alta esfera" dos negócios e da fashion people entre nós. Pedro Caldeira, o corretor que foi apanhado nos EUA, ao pé deste é um menino de coro cujos "conhecimentos" lhe foram, também, da maior utilidade. Vale e Azevedo é, assim, apresentado como um herói e não como um vilão. Nas suas mediáticas idas a tribunal era saudado como um redentor dos esfomeados sócios do clube que dirigiu e não como um trafulha. Estas reportagens do seu "exílio" dourado não servem para outra coisa senão para suscitar no leitor - que "pega no batente" às seis da manhã, que não tem tempo para lavar os dentes, que dissolve uma bica e um queque num quiosque imundo da Amadora e que ofereceu um "kit" do Benfica ao filho mais novo - a banal inveja. Vale e Azevedo é aquilo que muito bom português apreciaria ser. A razão do seu "sucesso" é directamente proporcional à miséria instintual do país. No meio de tantos espertos, ele é o espertalhão que os outros espertos não conseguem ser. E isso deslumbra e enraivece, enraivece e deslumbra. "Ele é dos nossos", pensará o tal leitor entre dois arrotos. A diferença é que é Vale quem continua, como fazia nos debates da bola na televisão, a recomendar aos admiradores e à justiça que bebam um copo de água e que respirem fundo. Vale e Azevedo é, na verdade, um símbolo. Representa a derrota da justiça e o triunfo de um certo arrivismo chique que a democracia fez prosperar. Uma, aliás, não vai sem o outro. Ninguém tem por que se queixar.

26 comentários:

David R. Oliveira disse...

"UM ACTO FALHADO"???!!!
é o quê?! Um acto falhado? não o estou a perceber!
então por essa ordem de ideias, com toda essa compreensão e benevolência ao chamar de acto falhado, também o são a Fátima Felgueiras, o de Marco de Canavezes, o de Gondomar, o Vendaval (Furacão), o da Lanalgo,o Apito e o da Casa Pia, o padre que fugiu da Madeira para o Brasil e o da Maddie e mais, mais, mais...
são tantos os actos falhados que já nem é uma criatura...é uma evidente ABERRAÇÃO.
David OLiveira

Fernando Antolin disse...

"Châpeau"!!
Mas isto que importa à nossa "santa" justiça,não mete futebol,"frutinha",senhoras de alterne transformadas em escritoras e o demais carnaval. De Isaltinos,Felgueiras e Avelinos,já para não falar em Casas Pias,é que não sabemos de novas nem mandados.Eu,não consigo seguir o conselho do outro,não me habituo,raio de feitio que tenho...!

Anónimo disse...

Pois!
Pergunta (se alguém me souber responder está claro!):
Porque é que o Governo de Sua Majestade não executa o mandato de extradição?
O que é que ele sabe que lhe dá tamanha imunidade?

Anónimo disse...

Neste 'galinheiro', que alguns teimam em chamar de país, a justiça (em minúsculas, de propósito) deve estar arquivada ... em definitivo.

Os surrentos que 'posam' em capas de revistas, mais ou menos pouco recomendáveis, ameaçam juízes, inspectores da judiciária, enxovalham a honestidade e, entretanto ... continuam os "estudos" (?) do aeroporto, do tgv, das pontes do Tejo e de outras "obras" de ficção ; particularmente ... estou peocupado porque hoje a gasolina ainda não aumentou !

Quando, daqui a mil anos, este povo fôr "estudado" será como a 'História dos honestos julgados e condenados e dos ladrões absolvidos, condecorados e admirados'.

Anónimo disse...

Trata-se de um vigarista nato, sem qualquer tipo de pudor. Usa e abusa dos processos aparentemente mais infantis para roubar todos quantos têm o azar de cair na sua rede. Que o digam os desgraçados clientes do seu escritório de "advocacia" - o qual, ao que parece, continua a "funcionar".
Isto é mesmo um país de opereta. E o vigarista vai continuar a rir-se na cara da ridícula justiça portuguesa. Nada a fazer.

Anónimo disse...

os restantes dos "pitos" andam por aí à solta e estão na prisão os que roubam para comer.
chamam estado de direito a esta república socialista

Anónimo disse...

Piores do que este são os que ainda estão cá e que vão "enxugando" os parcos rendimentos e modestas poupanças dos portugueses.
Um país falido.Uma economia destruída.Uma classe politica que é a maior vergonha da Europa.

Anónimo disse...

A reportagem que o Correio da Manhã dá hoje à estampa sobre a faustosa vida de Vale Azevedo em Londres é um precioso documento jornalístico e mais um golpe na cadavérica Justiça portuguesa. O ex-presidente da Benfica, quase à semelhança do seu vizinho Abramovich, passeia-se na capital britânica como se fosse um exilado de luxo, entre as reuniões em entidades bancárias, uma ida a um torneio de ténis, os jantares e os Bentley com motorista. Para ser franco, a opulência do fugitivo Vale e Azevedo é o que menos choca no meio desta história. Num país a sério, o PGR e o Ministério da Justiça teriam no mínimo de ir ao Parlamento dar explicações e, se fossem homens, colocariam o lugar à disposição.

Anónimo disse...

O Vale Azevedo tem tanto direito à liberdade como os outros que o David Oliveira mencionou.

josé ricardo disse...

e então?... e então?... ele não foi já preso?!... está em Londres, é certo, vive bem, mas vai preso outra vez... não entendi muito bem o sentido último deste post.

um abraço,.
j. ricardo
www.rescivitas.blogspot.com

lusitânea disse...

Acho sinceramente que o Azevedo anda a ser perseguido.A minha condescendência para com esta vítima baseia-se no facto de ele ao Estado ter roubado pouco... e como se sabe que em Portugal tudo gira á volta do Estado...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

É mais um acto falhado a juntar a tantos outros. O Padre que fugiu da Madeira ( provavelmente a nado) foi o primeiro sinal de que em Portugal a justiça é vesga. Não age,nãojulga, não pune. Limita-se a perseguir alguns coitados e a dar entrevistas à TV, para mostrar que está viva. Protagonistas da treta de uma novela onde todos querem ser actores principais.

Joao Quaresma disse...

Na mouche. O povinho é viciado em inveja, e o Correio da Manhã sabe-o. Para muita gente, artigos como este são melhor que sexo.

Só falta ser acompanhado por uma beldade 20 anos mais nova para a inveja ser completa e absoluta.

Carlos Medina Ribeiro disse...

O PGR veio informar-nos que já foi pedida a extradição do cavalheiro. Até aqui, tudo bem - era o mínimo que se esperava que sucedesse.

O pior é que, em seguida, adianta que pode não ser fácil, pois as pessoas movimentam-se muito facilmente, e hoje estão num lugar, amanhã estão noutro...

Ou seja: sabe-se onde está (com mansão, carro e motorista), mas pode suceder que não se saiba onde está...

--

Quando rebentou o escândalo da Casa Pia, veio a saber-se que um indivíduo acusado de pedofilia escapara durante anos (e até à data) à Justiça porque não conseguiam notificá-lo.

Uma senhora veio explicar-nos que «nesses tempos não havia os meios de comunicação que há hoje», apesar de ele, na altura, trabalhar na TV e 'entrar em nossas casas' todas as semanas...

Anónimo disse...

Os dois ou três comentários aqui postos em defesa do burlão Vale e Azevedo não são, certamente, da autoria de pessoas que foram por ele burladas.
Mas era o que elas mereciam.

Unknown disse...

Depois do "Alves dos Reis", o imaginário lusitano andava necessitado de qualquer coisa como isto.

Anónimo disse...

Ele já esteve preso...

E só foi preso porque rasgou os contratos com a Olivedesportos...

Sempre que há notícias que ponham em causa a direcção actual do Benfica, como a recente contratação de um jogador do Benfica pelo fcporto, lá se agita nos jornais o Fantasma Vale e Azevedo...

Deixem o homem em paz...

Anónimo disse...

Em paz?
Mas o franciscob sabe o que está a dizer?
E que tal se pensasse um bocadinho antes de escrever?
Como é que pode defender que seja deixado em paz alguém que, comprovadamente, cometeu um crime pelo qual foi condenado em tribunal?
E é de notar que o burlão Vale e Azevedo está acusado de outros crimes, pelos quais ainda não foi condenado a título definitivo.
É gente como o franciscob que alimenta a impunidade com que os chicos-espertos do tipo Vale e Azevedo se vão safando neste país.
Bem merecia ser a próxima vítima do energúmeno, para ver como é. Já não escreveria alarvidades como a que deixou acima.

David R. Oliveira disse...

Ó senhor anónimo,
responda antes a isto:
1 - porque é que em Portugal h´+a tantos chicos-espertos?! e,
depois a isto:
2 - porque é que os chicos- espertos se safam assim com tanta facilidade?!
pergunte lá então à merda do legislador que tem produzido as merdas das leis que por aí proliferam à exaustão, às bestas que se cagam para a legislação ( e já agora pergunte aos outros que não se conseguem safar quem são, tipifique-os) e depois questione os anónimos que por aqui vão andando (na blogosfera) a cagar sentenças doutas e que não conseguem sequer ter a coragem de dar o neme?
Vá-se catar, amigo!
esta trampa está precisar de uma varredela de todo o tanamho e das antigas. Quando os homens tinham nome
David Oliveira

Anónimo disse...

Será que o PGR disfarçado de caddie vai resgatar o Vale Azevedo entre dois buracos?
(Continua)

Nuno Castelo-Branco disse...

Ora, ora..., esse é que teve a má ideia de dar nas vistas do mundo futebolês. Se não o tivesse feito, a esta hora "andava por aí" como muito boa gente que até chegou bem (muito) mais alto!

Anónimo disse...

David Oliveira:
A confusão que vai nessa cabeça...
Olhe, trate-se!
Talvez depois saiba o que diz e a gente possa entendê-lo.
Entretanto, vá penteando macacos nos seus blogues, certo?

Anónimo disse...

Caro Anónimo:

Qd os outros "Burlões" tiverem todos passado 6 anos na Cadeia, mesmo que seja Dourada, falamos novamente...

E já agora, sabia que no acórdão que o condenou, a Juíz diz que não havia provas contra JVA.

Dou-lhe apenas um conselho - Não acredite em tudo o que ouve ou lê na comunicação social.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

O problema, caro franciscob, é que não foi a comunicação social que me disse quem é o Vale e Azevedo...
E mais não tenho a acrescentar, além de retribuir os cumprimentos.

Anónimo disse...

E o criminoso Porco Costa o que é? O Vale fala lá fora, mas este fala cá dentro; o Vale manda lá de fora, mas este manda cá dentro; O Vale lá fora, foi preso cá dentro e este cá dentro, para não ser preso, foge lá para fora e ninguém o prende.

Fernando Vasconcelos disse...

Estava de acordo até à ultima frase. A democracia não criou a crise de valores que permite que uma pessoa como este sr. seja vista como alguém respeitável ou que mereça respeito. Esse problema existe em qualquer sistema politico, em todas as sociedades, em que se privilegie o resultado em vez do percurso. democracia, ditadura de esquerda ou de direita o resultado é o mesmo. O arrivismo existe qualquer que seja o sistema.