24.12.07

OS HOMENS DO REGIME


Um vizinho e companheiro na passeata canina indigna-se com o episódio BCP e com o "quem apoia quem" dentro do regime de que o referido episódio, aliás, emana. Sugere-me o editorial do José Manuel Fernandes no Público. Santos Ferreira geriu as finanças do PS quando Constâncio (Vitor e não Jorge, como por lapso consta no editorial, ou estaria JMF freudianamente a pensar em Jorge... Coelho?) e Vara é... Vara. Os outros também são do regime, umas vezes do lado do PS, outras do PSD, praticando ampla transumância entre lugares políticos e a gestão pública ou para-pública. Como expliquei ao meu vizinho, os homens do regime são como Júlio César: homens de todas as mulheres e mulheres de todos os homens.

6 comentários:

Tiago Soares Carneiro disse...

FELIZ NATAL
E
UM BOM ANO DE 2008

São os votos do
DEMOCRACIA EM PORTUGAL

Abraço
Tiago
http://democraciaemportugal.blogspot.com

Anónimo disse...

Boa João!

Um Bom Natal

Anónimo disse...

Vitor Constâncio e a tomada do antigo Banco de Fomento pelo mercado. Esta é para quem por lá passou.
Ou a vantagem de ser membro do PS nessa altura e andar pelo BdF.
Como hoje, pelo BdP.
Por este andar, «o socialismo vencerá».
Nada como poderem, os zeladores da felicidade do pôvo, contar com uma espécie de Bando de Portugal.
Ali Babá não faria melhor.

Anónimo disse...

O João leu "O que vão celebrar em 2010?!?", de João Távora, no "Corta-fitas" ?

Santo Natal!

Anónimo disse...

Isto tem sido descaramento a mais:
- a q propósito andam os Socretinos a propôr uma Administração do BCP toda colorida à s/medida???
- e o q andam os Accionista TODOS a fazer neste filme???
- os Donos-do-Dinheiro-do-Banco não têm tomates p/lá colocar lá os s/gestores d qualidade???
- ou será q querem continuar a gramar esses "varejos",c/canudos universitários emitidos p/primos de estrelas aos domingos,feriados e dias santos???
Tenham tento Homens da Alta Finança: quem sabe de NEGÓCIOS não se mete em POLÍTCA !!!Mandem essa escumalha caçar pardais ...
Marezia

Anónimo disse...

Á atenção do X

O Banco de Fomento nunca foi BdF, V. Exa. pelos vistos nunca por lá andou...