13.8.06

IGNIÇÕES

O dr. António Costa gostava que fosse possível ver as matas e as florestas antes das "ignições". Queria com isto dizer, delicadamente, que os cidadãos que ele pastoreia, enquanto ministro da Administração Interna, são promíscuos e uns porcalhões. Passada a evidência, fica o maravilhoso termo da "ignição" que se deve juntar ao já familiar "circunscrito". São vocábulos que ilustrarão, no futuro, o anedotário do combate aos incêndios em Portugal no início do século XXI.

2 comentários:

Anónimo disse...

Acho que circunscrito tem a ver com circuncidado. Ou não?

Anónimo disse...

This is very interesting site...
» » »