13.4.11

SE O PACHECO, O VERDADEIRO, FOSSE VIVO E OLHASSE PARA ISTO, TALVEZ CONCLUÍSSE QUE


«Foda-se, é inacreditável que não haja um caralho com dois palmos de testa no maior partido da oposição. O país em ruínas, o Governo nas mãos de um Goebbels da esquerda gira e moderna e aquele atrasado mental desce nas sondagens a dois meses das eleições. Puta que o pariu.»

Vida Breve, Luís. M. Jorge

14 comentários:

RuiAlmeida disse...

eu, que não sou grande aficiondo de passos coelho, não acho que seja ele o grande culpado, antes quem vota. em portugal, às tantas, não dá para mais.

Hermitage disse...

NEGAR ARQUIMEDES

Um povo que faz da AR o lugar dominado sucessivamente por uma maioria de Sócrates, Louçã e Jerónimo, é um povinho que merece esta tragédia.

Burro, invejoso e sem compreender o que faz a riqueza das nações: a iniciativa, o risco, a organização, a persistência, o trabalho.

E é daqui que vêm os sócrates, os coelhos, os vasco gonçalves, os cunhais, os carvalhos da silva e os proenças e as pseudo.elites que pululam por aí.

As sondagens revelam tudo isto.

E isto já lá não vai com esta gente.

O Psd está dominado por uma colecção de gente que podia estar no Ps e vice-versa

E a comunicação Social e as universidades formam gente e opinião para um país sem rumo colectivo.

VG:
Um antigo Pm perora na Tvi, como se fosse virgem.

Um duo de marretas na casa dos trinta comenta na Sic os encontros de lideres, na maior galhofa alarve.

Uma jornalista pergunta a um enviado do Fmi, " how much the value... ???"

Um ainda ministro diz que o dinheiro não chega até Maio e não revela ponta de vergonha.

Um ex-candidato presidencial fixa o câmbio à honra ??? política à portuguesa.

Em Belém a sesta foi retomada: às vezes é grave, às vezes não podemos desistir.

No meio de tudo isto como ficar surpreendido com as sondagens e com o voto do terceiro anel à benfica numa tragédia socrática, verdadeiro espelho de um país desgraçado, a pensar e a viver ?

Enviados do exterior no Banco de Portugal, a tratar das finanças, Cavaco em Belém a dormir a sesta e Sócrates em S. Bento a espatifar o que resta, que melhor retrato do que valemos.

" Nada se ganha, nada se perde, tudo se transforma" , disse-se algures.

Mentiroso.

Tropa Fandanga disse...

O Pacheco não pode olhar para isto...mas o Otelo Saraiva de Carvalho ainda pode...e vai dizendo que se soubesse o que sabe hoje não teria feito o 25 de Abril.

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1829262

Espera-se a todo o momento o comentário de Vasco Lourenço!

Anónimo disse...

Quem como eu se quer ver livre do licenciado por fax está fodido.

Vai votar nesse Coelho que de cada vez que abre a boca, mostra impreparação, votando de caminho no Nobre?

Vai votar no partido daquele jornalista do Independente?

Foda-se!

Blondewithaphd disse...

Bom... não é exactamente a minha linguagem mas...

Anónimo disse...

E você que ficou tão impressionado com a ponderação do homem no encontro com a malta dos Blogues.........

Anónimo disse...

Olhasse não tem acento no a, penso eu de que...

joshua disse...

Compreendo o Luís, João, mas há uma altíssima radiação de engenharia psíquica nas sondagens manhosas de estes seis anos de martelamento dos números e manha total. Números e sondagens a martelo a perpassar tudo quanto é instituto, instituição, estatística. Não é preciso ser muito subtil para compreender isto.

Isso aliado ao embrutecimento geral faz uma combinação mortífera. Espere-se o pior. Lute-se pelo melhor.

Anónimo disse...

Por muito maus que sejam os restantes lideres creio não haver qualquer dúvida de que são todos incomparavelmente melhores que o Pinócrates, portanto o problema das pessoas estará, fundamentalmente, na escolha partindo do princípio, para mim esperançoso. de que só existem cerca de 30% de atrasados mentais (aliás menos visto que temos de deduzir as centenas ou milhares que vivem à pala e portanto de atrasados mentais não têm nada).

Gallião Pequeno disse...

Atenção às sondagens, são o objecto mais fácil de manipular para enganar o "zé".
Contra elas só mesmo mostrando honestidade, autoridade política e espírito de liderança.

Anónimo disse...

Alguém com muito a propósito, disse há dias que quando alguém pretende um arquitecto para construir uma casa, e tendo como escolha, um que assina um projecto pela primeira vez, e outro que fez projectos de casas que já ruíram, se torna evidente que a escolha não oferece dúvidas.
Mas como somos masoquistas, se calhar vamos construir o prédio que em breve vai ameaçar ruína.

SRG

Dias Santos disse...

Lamento ter de lho lembrar, mas já vimos esse filme. A protagonista era então Manuela Ferreira Leite.

Anónimo disse...

O Passos, coitado, faz o que pode nesta choldra atolada em lixo tóxico do ranhoso. Já a Manuela também fez o que pôde. Posso até não ir votar nele (é provável que vá, e se o começarem a mandar abaixo, voto mesmo), mas dou-lhe o benefício da dúvida.

PC

Pensamento em revoluçao... disse...

o paheco é que sabe...
e se tivessemos mais pachecos ou mais vontade de o ser isto não estaria desta maneira!