21.3.10

A LERDICE DE ESTADO


Li aqui, na net, no site do Público, uma entrevista surrealista de Jorge Sampaio. Lê-se e pergunta-se (pergunto-me) como é que aquele homem pôde presidir a isto durante dez anos. O que diz sobre o governo Santana Lopes (a irresponsabilidade do que diz quando refere a sua "ansiedade" (sic) na altura), o que diz acerca dos poderes presidenciais e das "sereias do presidencialismo" (sic) e o que diz - ou não - sobre o estado a que tudo chegou e que resume em "dizer não a homens providenciais" e em dizer sim a "compromissos", no fundo, às suas "ansiedades", não revela um homem de Estado. Revela uma lerdice imperdoável.

17 comentários:

Alves Pimenta disse...

Não perca tempo com isso!
De há muito se sabe tratar-se da mais triste nulidade que a república conheceu até agora.
E, no entanto, o jornalismo decadente, prestes a bater a bota, ainda lhe dá atenção.
Coisas que um dia se hão-de explicar.

radical livre disse...

nem o robert mugabe ou o coronel cadafi
conseguiam dizer pior

Q disse...

Sempre me disseram que era o cabeça de lâmpada. Sempre contrapus que as lâmpada têm filamentos; luminosos, com a devida carga eléctrica.

Anónimo disse...

Uma entrevista reveladora: sobre o grande-mentiroso, NADA!

burns disse...

esta entrevista foi um presente envenenado, põe a nu o imbecil que é a ruiva chorona,bêbedo de vaidade.
nem uma palavra para o desgraçado que nos desgoverna nem para a sua cobardia e falta de respeito ao parlamento
devia ser retirada a reforma a este cretino

Anónimo disse...

Este Sampaio não era um que chorava sempre do olho mais perto das câmaras da televisão?

M.R. disse...

Sampaio está muito bem retratado no quadro que a pintora do regime lhe fez...

De nihilo nihil disse...

Indigente de espírito.

hajapachorra disse...

É, um saloio lisboeta pode chegar a Belém sem saber ler, nem escrever, nem falar, mas deixar-se pintar pela megera que patenteou a fealdade como arte já é de cretino, cabotino, hipersuperprovinciana do lumiar. Que um falo vos fale, ó aventalícios socretinos que antes de o serdes já o éreis.

Anónimo disse...

O que ele fez a Santana Lopes e ao seu governo de maioria, nunca esquecer este pormenor, foi imperdoável e devia enchê-lo de vergonha da cabeça aos pés se ele ainda tivesse alguma, que òbviamente não tem. Esse homem devia desaparecer do mapa para ver se os portugueses o esquecem em definitivo. Cada vez que este cínico, hipócrita e traidor da maioria dos portugueses aparece na TV, mudo de canal de imediato. Não suporto ver o homem e ainda menos ouvir a verborreia desta nulidade. Que o foi como político e mais ainda como presidente.
Como diz um comentador e bem, o retrato que uma pintora lhe fez dá a exacta medida da sua mesquinhez e da sua pequenez. Em todos os sentidos.
Maria

Garganta Funda... disse...

Este cenoura aperaltado e jacobino se tivesse alguma réstea de vergonha e consciência devia dirigir-se aos portugueses, e pedir desculpa por ter iniciado um dos períodos mais negros e devastadores da história contemporânea portuguesa.

Anónimo disse...

Parece que se esqueceu das pessoas e dos números, do défice, da vida e do que esta para lá do além. As pessoas de plasticina têm a vantagem de se poderem moldar à medida que o tempo passa.

Anónimo disse...

Sobre este "senhor", depois dos comentários anteriores, pouco mais tenho a escrever... Acho que, na época, o Santana devia ter posto a mão na anca, que nada tinha perdido. Se fosse o Alberto João, este nabo avermelhado, tinha tido mais cuidado.

E é um facto, ele é o verdadeiro criador do "dito cujo" de que ainda não nos livrámos.


PC

José Domingos disse...

Mais um moço de recados, que fez o que lhe mandaram na altura, demasiado insignificante, para ser alguém nesta cloaca.
Mais um jobzito, na onu, aquilo parece uma sanita.

burns disse...

só agora reparei,o quadro retrata bem o que este indigente consegue ser
ps-como pai nada se lhe há a apontar,o filho saiu da universidade directamente para director do banco de portugal e a filha quando,a custo,conseguiu acabar um qualquer cursozeco duma qualquer independente, ficou lá como assistente e para compor melhor o orçamento, acumulou a função de assessora do pedro silva pereira,socialistas como se vê

velyn disse...

Não esquecer que 'esta referência moral e cívica' foi testemunha abonatória do Alberto Costa, naquele processo em que ficou claro que este tinha tentado pressionar um magistrado em funções, sendo ele próprio funcionário da Administração em Macau! Um verdadeiro estadista este choninhas!

Anónimo disse...

Há mais vida para além do defice
quando este era de 4-5% diz tudo sobre a cultura do personagem.
Sampaio o Golpista (é o até explicar porque é que demitiu Santana - qualquer dia explico não serve) com a conivência de uma parte do PSD especialmente do actual Presidente, que parece interessado em fazer brilhar Sampaio.

lucklucky