26.1.06

PARA QUE SERVE UM PRESIDENTE

"Cavaco Silva tem pela frente uma tarefa rigorosamente inédita ele é o primeiro presidente eleito que não responde pela herança do PREC ou pela tradição do antifascismo. Trinta anos depois do 25 de Abril, este momento traduz a inauguração de um novo ciclo na vida portuguesa. Não apenas na "vida política", mas na sua dimensão cultural e afectiva, até aqui prisioneira da bênção dos "proprietários da história" e do "republicanismo histórico". A sua eleição significa que a Presidência deixou de ser encarada como património dessa herança e dessa memória. Em vez do "republicanismo", os valores republicanos (o respeito pelas leis, o rigor e a qualidade da vida pública). Em vez do respeito acrítico pelo passado, a necessidade de uma atenção permanente à vida dos portugueses. Para isso se quer um presidente: que ele seja exigente e rigoroso num país que tem de ser mais exigente e mais rigoroso. O presidente sabe que não tem de ser o exemplo ou o símbolo dos nossos lugares-comuns; esses, temos em abundância, misturados com defeitos e virtudes. Pelo contrário, tem de ser o exemplo desse novo ciclo da vida portuguesa e da transformação que o deve acompanhar."


Francisco José Viegas, in Jornal de Notícias

2 comentários:

haroldwashington1206 disse...

I read over your blog, and i found it inquisitive, you may find My Blog interesting. So please Click Here To Read My Blog

http://pennystockinvestment.blogspot.com

Anónimo disse...

Para quê + comentários se o Harold Washington já comentou?