9.12.10

ESTAR POR TUDO


Aquela extraodinária figura que dá pelo nome de Duarte, antecedido por Dom, para além da nacionalidade timorense que já requereu, pondera aceder à brasileira para, entre outras coisas, "impedir" o país de recorrer ao FMI ou a fundos europeus. É certo que Lula ofereceu recentemente os seus préstimos (e os da sua delegada Dilma) para ajudar a antiga colónia o que as nossas autoridades republicanas, presentes na Argentina, agradeceram penhoradamente (é o termo). Nesta linha de "raciocínio", Duarte, o Dom, podia pedir as nacionalidades todas da CPLP. Decerto que a Guiné-Bissau, São Tomé ou Cabo Verde não enjeitariam a caridade viesse ela como viesse. A angolana era desnecessária já que Portugal é praticamente uma colónia negocial do país de Eduardo dos Santos. Moçambique talvez desse jeito por causa da África do Sul. Nos seus longos momentos de ócio, que Duarte, o Dom, pense nisso. Mais humilhados do que estamos pelos prestamistas, brancos ou pretos, é difícil. E Duarte, o Dom, talvez não ignore que não há simpatias destas de borla. Podem não ser tão caras, mas pagam-se com outro tipo de juros. Já estamos por tudo - vão navios cheios de fantasmas.

17 comentários:

Nuno Resende disse...

Claro que já estamos por tudo. Há 36 anos que os mesmos vigaristas, tendo à cabeça Cavaco Silva, vendem o país a todo o tipo de especulação, por uma reforma dourada, um doutoramento honoris causa, ou um lugar de administração, pior do que está não fica.

impensado impensavel disse...

O que Vc. vê na encantadora candura do Senhor Dom Duarte!
Numa coisa tem razão: neste país de mesmice, ele é extraordinário. Acrescento original e bem intencionado.
Pena que o seu pendor para a venera de figuras do autoritarismo o impeça de ver aquela simplicidade de quem teve, ao lado do berço em que nasceu, o Trono e o Altar, a última Rainha de Portugal e o Papa Pio XII.
Lamento que, em relação ao Senhor Duque de Bragança, Vc. se ponha ao serviço de uma grosseria igualitária, tão mais ofensiva quanto gratuita e sem riscos e que, com amargura o digo, diz mais de si do que do Duque de Bragança.

Osório disse...

A inveja é uma coisa fodida.

Monarquico da linha Camara Pereira disse...

Só cá vim esclarecer que, ao contrário do que se insinua no post, D. Duarte não é herdeiro do trono de Portugal. O herdeiro legitimo é o Duque de Loulé não passando D. Duarte de um impostor.
A quem tiver duvidas nesta matéria sugiro que leia o livro de Nuno da Camara Pereira, ex lider do PPM e distinto monárquico.

http://monarquia.actifforum.com/geral-f2/livro-o-usurpador-t271.htm

Karocha disse...

Qual "Duque de Bragança"???

Anónimo disse...

deixá-lo coitado, é tão simples e pobre de espírito ainda que pretensioso ao ponto de achar que tem legitimidade para ser meu chefe de Estado ou que o filho dele tem mais direito a isso que o meu. Enfim, presução e água benta...

Carlos Dias Nunes disse...

"distinto monárquico", diz alguém aí atrás acerca do Câmara Pereira.
E eu pergunto: diz tinto ou branco?

Anónimo disse...

Essa carocha com Kapa, deve ter um problema qualquer com o Duque de Bragança. Que vá a uma sex-shop, pá...

Karocha disse...

Anónimo

Vá-se catar!

Miguel Dias disse...

Monárquico da linha Câmara Pereira afirmou:"O herdeiro legitimo é o Duque de Loulé". Duque de Loulé??????????
Ducados ou Condados no Sul de Portugal?????????? No Al-Garb?????
A nobreza medieval terratenente era toda do norte e centro de Portugal, portanto se existe algum impostor nessa "estoria" que o V. Ex.ª fala é esse de Câmara Pereira.

Monárquico da linha Câmara Pereira disse...

Já que há por aqui quem tente "branquear" D. Duarte ouçamos a verdade vinda directamente da boca de Nuno da Câmara Pereira:
http://www.youtube.com/watch?v=v3NawoEut7I

Anónimo disse...

Porquê? A dona Carocha não usa depilatório? Mas que loirice!

joshua disse...

O pobre do homem sem culpa nenhuma desta porcaria só quer fraternizar e alargar a portugalidade disseminada por esse mundo.

Morder por morder, morde-se mordazmente Mário Soares, Almeida Santos, toda a tribo que nos pôs aqui, mentido, tossindo e cagando.

Eu gosto de Dom Duarte. Tu gostas de implicar com ele, o que faz de ti um delicioso cromo.

Anónimo disse...

um gajo de nome João, antecedido de burgesso e seguido de Gonçalves, finamente educado nas cavalariças da maçonaria, onde aprendeu a escoucear, especializado depois nas alfurjas do PC, onde aprendeu a difamar e insultar... Quem será o biltre?

Jacinto Bettencourt disse...

Este post é um má-criação de todo o tamanho e revela uma ignorância lamentável: o dom, no ordenamento jurídico português (já não falo da nossa ordem social ou da mais elementar cortesia) faz parte integrante do nome. Dom Duarte não é um figura que dá pelo nome de Duarte antecedido por dom, mas João Gonçalves revela aqui a filigrana de um 5 Dias.

AR disse...

É uma pena que o joão se dedique a atacar um excelente português, com o qual muito poderia aprender.

Quanto ao moço de recados do Loulé & Câmara Pereira, recordem-se só quem é a madrinha de baptismo do Senhor D. Duarte e embrulhem.

Isabel disse...

Há, aparentemente, assuntos que fazem duma caixa de comentários um chorrilho de asneiras. Monarquia, touradas, provincianismo, marialvismo e outros temas que certamente esqueci,são assuntos tabu para mais gente do que me pareceria desejável. Se é uma senhora a comentar, então...passa a valer mesmo tudo e quanto mais reles, ordinário e rafeiro (sem ofensa para os cães), melhor.