21.10.07

A ÉTICA PLANIFICADA


Sou jurista. Sofrível, mas jurista. Todavia, não me vejo a escrever um parecer como o do conselho consultivo da PGR onde se entende que a Ordem dos Médicos deve alterar o seu Código Deontológico para o "adaptar" designadamente à lei do aborto. Correia de Campos que, por si, já tinha uma "visão" sui generis quanto ao controlo do desempenho médico, chamou-lhe um figo. Que eu saiba, um "código deontológico" pressupõe a salvaguarda de uma conduta ética no exercício de uma função. Os médicos não tiraram o curso para serem pistoleiros ou para prevenirem a emergência de uma vida. Pelo contrário, servem para a dar e preservar. O conselho consultivo da PGR e o infeliz dr. Campos, ao darem prevalência ao "pathos" legal sobre o seu "ethos", prestam um péssimo serviço ao direito e à sociedade metendo-se onde não devem. É, para ser delicado, um belo precedente tipicamente "soviético".

13 comentários:

cadeira do poder disse...

E com um pouco de esforço ainda se faz uma ressalva no juramento de hipócrates... sem referendo, como é moda! :)

Anónimo disse...

o ministro é burro; aliás é facto publicamente reconhecido. o pgr, idem, idem, aspas, aspas.
nenhum vale a pena de aborrecimentos: os cães ladram mas a caravana passa.
os animais não têm ética porque não têm cérebro para analisar coisas tão complicadas.
que a ética tenha de ficar sujeita à lei é uma das grandes alarvidades a que a nossa época nos habituou.
nem será preciso gritar "porrada nos animais"; eles hão-de f****-se uns aos outros; são só animais.

Cristina Ribeiro disse...

Completamente de acordo,João!

Gavião dos Mares disse...

Ser paneleiro era crime, agora é tolerado... um dia será obrigatório,
Fazer abortos passou, num ápice, de crime para obrigação.
É a rapidez do simplex.
Bendito simplex.
A eutanásia vem a seguir.
Maravilhoso mundo novo!!!

Crime é o sr campos ao contrário da main stream governamental criar mais estado e promover a concorrência, desleal, com a iniciativa privada. Sim, porque as clinicas (ou outras entidades)privadas que, sempre com generosa consciência social, realizaram abortos vêem o seu mercado, conquistado a pulso e cureta, ser invadido pelo estado em condições imbatíveis. O estado oferece de borla o mesmo produto!!!
Inconcebível numa economia de mercado. Toda a gente acha escandaloso o subsidio governamental à RTP, mas ninguém exige que as clínicas (ou outras entidades) abortadeiras sejam subsdiadas pelo orçamento de estado .
E falam em igualdade!!!

(atenção: não sou taliban de sacristia como o sr j.g.)

Gavião dos Mares disse...

óh cadeira do poder já ninguem jura pelo hipocrates. Aquelas cenas na ordem são folklore.
Aliás a ordem não serve, RIGOROSAMENTE, para nada.
Para nada não é bem o caso: cobra cotas, tem umas instalações para jogar ténis, almoçar com estilo, e dar palanque a uns cretinos como o nunes em lisbos e o leão no porto, que se detestam ( e o dizem).

Sal e Pimenta disse...

Concordo inteiramente com este post.

Não sou da área, nem jurista nem médica, mas o bom senso parece dizer que o estado não tem nada que se meter com o código deontológico da ordem dos médicos, ou de qualquer outra entidade.

Parece ser autoritarismo, prepotência, estupidez natural.

Luis Moreira disse...

O PS mete a pata em tudo o que estiver a jeito!

Não há partido mais estatista,interventor e regulador do que o PS,mas só no que lhe dá proveito.

Porque não regula o mercado? As Leis da concorrência que são espesinhadas,pese o esforço dos agentes reguladores?

Este PS é perigoso, os exemplos acumulam-se!

Anónimo disse...

Pús-me a ouvir Marcelo Rebelo de Sousa. O homem falou, falou, falou.
De repente, surpreendi-me a dizer em voz alta (a minha mulher é que me chamou a atenção):
- Este regime é esquizofrénico !

Anónimo disse...

Por favor, não digam mal do Sr. Campos, essa sumidade que mandou encerrar as maternidades porque, alegou, não tinham as melhores condições. Segundo foi agora divulgado, no último ano nasceram cerca de 100 crianças nas ambulâncias que transportavam as parturientes. Com as melhores condições, claro...

Núncio disse...

Já não bastava ter o Azeredo Lopes e a sua ERCS a "reeducar" os jornalistas, temos agora a PGR a "reescrever" códigos deontológicos!
Vai lá, vai! Até o regime abana...

Anónimo disse...

anónimo da 8.15 Am,
Não ofenda os animais.
Há espécies na Natureza que, apesar de não terem ética nem moral, podem dar grandes exemplos a estes dois acéfalos.
Fátima

rs disse...

MAs.....então se a Ética médica impede que se faça o aborto, para quê a Lei??? Para quê Legalizá-lo??? OU será para cada um fazê-lo como puder e, se morrer, morrer na legalidade???
E nem sequer sou a favor do aborto...mas, francamente, que cinismos e hipocrisias são estas????

Anónimo disse...

Em O ovo da serpente, de 1977, Bergman mostra como isso era feito em proporções menores nas pequenas vilas da Alemanha: as pessoas eram estimuladas por gases, e suas reações, analisadas e posteriormente controladas. Os moradores também eram vigiados por câmeras em seus locais de trabalhos, sujeitos a várias situações – o que provocaria, na vigência do posterior nazi-facismo, reação dos alemães contra os judeus – as cobaias que, na primeira chance, quase exterminariam os "cientistas humanos".